skip to Main Content

AJUDE SEU FILHO CUIDANDO DO SEU PROBLEMA COM TDAH PRIMEIRO

IMG 9086
Post Series: TDAH & Cérebro

Ajudar seus filhos a serem melhor organizados em suas vidas diárias quando eles têm TDAH pode ser um desafio para quaisquer pais – mas é ampliado quando você também tem TDAH. E quando de um quarto à metade de todos os pais de crianças com TDAH têm um diagnóstico de TDAH, isso é um problema significativo.

“Quando uma criança é diagnosticada, uma das primeiras coisas que é recomendada é o tratamento comportamental em casa e na escola, além de intervenções organizacionais, para realmente tentar projetar o tipo de ambiente que vai ajudar a criança a ser o mais bem sucedida possível” diz Andrea Chronis-Tuscano, PhD, professora de psicologia e diretora do Programa Maryland TDAH na Universidade de Maryland e membra do Conselho Consultivo Profissional do CHADD.

“Isso envolve um grande esforço por parte dos pais e da escola, tentando realmente criar um ambiente altamente estruturado, previsível e consistente para as crianças, para que elas saibam exatamente o que esperar”, diz ela. “Deve haver bastante acolhimento por parte dos pais e professores, a fim de fornecer organização e mostrar um verdadeiro modelo para as crianças de como ser organizado e bem sucedido.”

O Apoio

Ter pais empenhados e proporcionar um ambiente familiar estruturado são dois dos elementos mais importantes para o sucesso do seu filho ao longo do tempo, diz a Dra. Chronis-Tuscano. Apoio: quando os pais ou professor demonstram a uma criança como fazer algo e depois recuam, prontos para oferecer ajuda apenas quando necessário e solicitado – é uma parte essencial para auxiliar as crianças a dominarem as habilidades de organização. Mas quando os pais lutam com as mesmas questões do TDAH, de esquecimentos e desorganização, eles podem não estar preparados para fornecer esse nível de apoio a seus filhos.

“Sabemos que a forma como o ambiente é estruturado pode apoiar o desenvolvimento da criança em uma direção positiva ou pode contribuir de maneira negativa levando a um pior comprometimento ou ao desenvolvimento de problemas simultâneos, e contribuindo para que a criança tenha ainda mais dificuldade ”, diz a Dra. Chronis-Tuscano.

Mas quando a estrutura é dificultada pelos seus próprios sintomas de TDAH, o que você pode fazer para atender a essa necessidade de apoio?

Tratamento para pais e filhos

Quando um adulto tem um diagnóstico de TDAH, o tratamento pode incluir manejo de medicação, terapia cognitivo-comportamental (TCC), educação sobre o TDAH e apoio ao estilo de vida. Para pais de uma criança com TDAH, talvez seja ainda mais importante o trabalho de perto de um profissional para realizar o tratamento.

Você já ouviu o procedimento de segurança das companhias aéreas para colocar sua própria máscara de oxigênio antes de ajudar seu filho com a dele ou dela. A Dra. Chronis-Tuscano diz que fornecer aos pais seu próprio tratamento para o TDAH e encorajá-los a serem consistentes – usando suas próprias máscaras primeiro – é a chave para melhorar o funcionamento e ajudar a construir o apoio necessário para seus filhos.

“Se o TDAH dos pais não for tratado, eles com certeza não poderão ajudar seus filhos a se organizar, estruturar-se e fazer o melhor com o trabalho escolar”, diz ela. Em uma revisão de estudos, “O TDAH dos Pais e o Tratamento Baseado em Evidências para Seus Filhos: Revisão e Orientações para Pesquisas Futuras, a Dra. Chronis-Tuscano e seus colegas sugerem que uma combinação de medicação, TCC e terapia entre pais e filhos é o mais indicado, observando que é essencial que os profissionais de saúde mental ajustem o tratamento ao indivíduo adulto, em vez de adotarem uma abordagem “tamanho único”. Isso pode incluir o recebimento de tratamento para abuso de substâncias e depressão, juntamente com outros transtornos mentais, que ocorrem comumente em conjunto com o TDAH em adultos.

Pai próspero, filho próspero

Pais com TDAH podem ter dificuldades para agendar consultas médicas de seus filhos, receber nova prescrição e dar medicamento a eles de acordo com a prescrição. Admitindo que pode ser difícil ajudar os pais a vencer essa rotina, a Dra. Chronis-Tuscano diz que evitar a culpa dos pais e, ao mesmo tempo, propiciar conversas francas é a melhor maneira dos profissionais de saúde mental ajudarem os pais a progredirem. Mesmo que tenha sido provado ao contrário, a ideia de que eles poderiam ser responsáveis pela sua forma ​​de educação dos filhos, por condições de saúde mental – desde autismo até esquizofrenia e incluindo TDAH – é uma ideia na qual alguns pais se apegam, e é importante reforçar o fato de que eles não o são.

“Estamos muito além disso”, diz a Dra. Chronis-Tuscano. “Sabemos que o TDAH é um distúrbio do neurodesenvolvimento e sabemos que existem causas genéticas e neurobiológicas”.

Combinar as opções de tratamento e psicoeducação é a melhor abordagem para dar aos pais as ferramentas necessárias, mas isso também pode criar novos problemas, diz ela.

A Dra. Chronis-Tuscano diria aos pais: “Uma das coisas que queremos fazer é adotar uma abordagem mais abrangente e completa para os cuidados de seu filho, que tenha foco em ajudar vocês primeiramente com seu TDAH, que pode incluir medicação ou terapia cognitiva comportamental, ensinando vocês várias maneiras de abordar algumas dificuldades de funcionamento executivo que podem tornar a forma de educação do seu filho mais desafiadora para você. ”

Ela acrescentaria: o sucesso também significaria que você deveria crescer para entender seu filho e suas lutas compartilhadas em um nível mais profundo e significativo.

Este artigo foi publicado no ADHD Weekly, em 28 de junho de 2018. < https://chadd.org/adhd-weekly/help-your-child-by-taking-care-of-your-adhd-first/ >

Compartilhe com seus amigos!
Back To Top