skip to Main Content

YÔGA PODE BENEFICIAR CRIANÇAS COM TDAH

Yôga Pode Beneficiar Crianças Com TDAH
Post Series: TDAH & Cérebro

A proposta do yôga é desacelerar, respirar profundamente, fazer posturas, alongar o corpo e concentrar-se. À primeira vista, pode não parecer o melhor tipo de atividade física para crianças diagnosticadas com TDAH. Mas pesquisadores em vários estudos estão mostrando que a prática de yôga pode ter um efeito positivo em crianças com TDAH, mesmo depois de “sair do tapetinho”.

Embora os estudos fossem todos relativamente pequenos, cada um descobriu que quando o yôga é feito regularmente – geralmente duas vezes por semana – ela pode ajudar a diminuir alguns dos sintomas do TDAH. Os pesquisadores notaram mudanças na capacidade das crianças de prestar atenção e melhorar suas habilidades de adaptação em sala de aula, bem como se dar bem com outras crianças. Uma das coisas que faz com que o yôga funcione é sua ênfase no “mindfulness”. Esse termo muito usado atualmente significa estar focado e presente no que quer que você esteja fazendo naquele momento. É a ideia central da maioria das práticas de yôga e pode fazer a diferença para as pessoas com TDAH.

“O TDAH é uma condição médica muito complexa, e a atenção plena (“mindfulness”) ajuda a abordá-lo apenas observando o todo, no que se refere ao controle do estresse e bem-estar, construindo apoio com compaixão”, diz o pediatra de desenvolvimento comportamental Mark Bertin, MD aos espectadores em Ask the Expert: Mindfulness and Parenting a child with ADHD. “A experiência de vida em si reprograma nosso cérebro e, com o “mindfulness” em qualquer ponto da vida – até você se tornar um idoso – você pode começar a praticar algo assim e notar os benefícios na vida diária.”

Começando um novo hábito

Nenhum equipamento especial é necessário para praticar yôga – um tapetinho é ótimo e pode ajudar a evitar que as mãos e os pés escorreguem, mas isso não é essencial. Um local silencioso e roupas que permitam que seu filho se movimente são suficientes. O Yôga pode ser feito em casa, em um estúdio de yôga ou em sala de aula. Há inúmeros vídeos de yôga on-line gratuitos que são voltados para crianças de várias idades, bem como vídeos que são voltados especificamente para crianças que foram diagnosticadas com TDAH. Procure uma aula que seja adequado à idade (é provável que um aluno do final do ensino elementar ou do ensino médio não queira se inscrever em uma turma que mostre apenas crianças de cinco anos) e tenha um instrutor que seu filho ache interessante. É melhor começar com um vídeo mais curto e, em seguida, quando seu filho entender os princípios básicos do yôga e se sentir pronto, seguir para algo um pouco mais longo. Mas mesmo cinco ou seis minutos de foco na respiração e posturas podem fazer a diferença em seu dia.

E não são apenas as crianças que podem querer adicionar um pouco de yôga as suas vidas – pais de crianças com TDAH que começaram a praticar por si também notaram benefícios. Pesquisadores observaram que praticar “mindfulness” regularmente ajudou os pais a responderem aos seus filhos que foram diagnosticados com TDAH de uma maneira mais calma e equilibrada. Ao mesmo tempo, os pais conseguiram dar o exemplo do que significa fazer um esforço para mudar o comportamento, algo a que seus filhos responderam.

E os pesquisadores descobriram que, com pais e filhos praticando yôga ao mesmo tempo (mesmo que não juntos), é mais provável que reforcem o novo hábito de praticar “mindfulness”.

Este artigo foi publicado no TDAH Weekly, em 14/06/18. Texto traduzido e adaptado. Disponível: <https://chadd.org/adhd-weekly/yoga-could-benefit-children-with-adhd/>

Compartilhe com seus amigos!
Back To Top